Cânticos Durante a Noite

Pr. Jerry Alway

Eliú era um homem sábio. Ele disse que quando os homens são atormentados e provados, eles muitas vezes pensam em suas provações e buscam a libertação em qualquer lugar, mas não dizem:

 

"Onde está Deus que me criou, que dá cânticos durante a noite?"

 

Ao procurarem alguma resposta possível, eles não olham para Deus, que é o único que tem a resposta. O sol brilha durante o dia para que o trabalho seja feito. Em seguida, como um manto, a noite vem para cobrir à Terra. Na natureza, a noite é uma grande bênção, pois, nos é dada para podermos descansar.

 

As horas noturnas são boas por várias razões; uma delas é para que nelas possamos aprender a cantar. Há noites de tristeza, noites de provações, noites de carência, angústia e dificuldades. "Mas bendito seja o Senhor, quem nos dá cânticos durante à noite".

 

Quem é o autor dos cânticos durante a noite?

O autor dos cânticos durante a noite é o próprio Deus, o provedor de tudo. Qualquer um pode entoar um cântico durante o dia, quando há bênção e tudo vai bem; é fácil cantar durante o dia quando a colheita é grande, quando o sol brilha e os pássaros cantam.

 

Mas tentar cantar durante a noite não é tão fácil. Estando doente e confinado pela escuridão que nos rodeia, caminhando por um vale profundo e escuro, só Deus pode nos dar um cântico na noite, pois, não está na capacidade humana cantar nas noites de provações, passando por experiências sombrias.

 

O cântico durante a noite não é sobre as circunstâncias; o cântico é sobre Deus, pois, só Ele pode inspirá-lo! É fácil cantar com alegria e gratidão sobre tudo que está bem; mas quando tudo não está bem, cantamos apenas sobre Deus, porque Ele se torna nossa única esperança.

 

Quando a cisterna está cheia e os celeiros transbordam, a expressão é: Oh, Glória a Deus! Mas à noite, quando a escuridão parece esconder a face do Senhor e a alegria não é sentida devido às circunstâncias, Ele nos dá um cântico, um cântico diferente, um cântico dedicado a Ele!

Image by Altınay Dinç
Image by infinyd photo

O cântico durante a noite dado por Deus é a verdadeira melodia do coração que pressiona em direção à perfeição! Quando cantamos à noite, cantamos a doçura, a compaixão e a glória do Senhor.

 

Para entoar uma melodia não é necessário sentir alegria; é necessário apenas receber a canção do Criador. É Ele quem compõe as canções durante a noite, e nos concede a letra e a melodia.

 

A experiência noturna é para lembrar

o que Deus tem feito.

 

Qualquer pessoa que passa por uma experiência sombria precisa se lembrar das bênçãos recebidas e da maneira como Deus se manifestou intimamente. É importante lembrar os momentos de alegria em Sua presença e todas as Suas bênçãos, o que nos leva a pensar que Ele sempre esteve presente.

 

O Salmos 77:6 diz: "De noite chamei à lembrança o meu cântico; meditei em meu coração, e o meu espírito esquadrinhou."

 

É bom aprender a cantar nas noites escuras sobre as muitas coisas que o Senhor tem feito em nossas vidas. Ele não mudou, pois Ele é Deus! Por causa da noite, será que vamos esquecer tudo o que Ele fez, sabendo que Ele não se afasta de nós em nenhum momento e em nenhum passo do caminho?

Também é necessário pensar em tempos e momentos em que a alma desesperada estava desanimada, o corpo esgotado e a mente confusa; mas que Ele estava lá quando ninguém mais podia ser encontrado. Se folhearmos as páginas de nosso diário, descobriremos que Sua alegria foi derramada no meio das tristezas, nas alturas e nas profundezas. Basta lembrar a bondade do Senhor, mas não paremos por aí; lembremo-nos de Sua bondade na semana passada, no ano passado, de Sua bondade durante todos os anos de nossas vidas. Comecemos a cantar um pequeno cântico sobre essas bondades, sem esquecer nenhum de seus benefícios!

 

Cantar pelo amanhecer que está por vir

 

Se não se tem força para cantar sobre o que Ele fez, então é necessário cantar sobre o que Ele vai fazer no futuro. Cantai das bênçãos do amanhecer que estar por vir.

 

Isaías 40:5 diz: "E a glória do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente a verá, pois a boca do Senhor o disse."

 

A glória do Senhor será revelada, e à Terra será preenchida com o conhecimento do Senhor. Portanto, há algo para se cantar! Cantar sobre o que vai acontecer muito em breve é suficiente para cantar no escuro da noite.

 

Paulo disse: "Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas."

Image by Jordan Steranka
Image by Casey Horner

Ele também afirma: "Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus."

 

O cântico durante a noite deve estar relacionado com as coisas que Deus falou, pois, cada palavra de Sua boca será cumprida!

 

Cantai sobre o que Deus já está fazendo

 

É bom cantar sobre o que Deus está fazendo no presente. Ainda que seja noite neste momento, podemos cantar sobre a presença de Deus.

 

Às vezes Sua presença não é sentida, mas Ele está presente e nunca nos abandona nem nos desampara. O Senhor não muda de ideia sobre Seus filhos; não, nem mesmo por um instante. A realidade de Sua presença é suficiente para fazer surgir o cântico. Seu amor não flui como as marés dos oceanos que vai e vem; mas como o poderoso rio que está sempre fluindo.

 

O Salmos 139:12 declara: "Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa."

 

Cantai pelo que Deus é

 

O Salmos 59:16-17 diz: "Eu, porém, cantarei a tua força; pela manhã louvarei com alegria a tua misericórdia; porquanto tu foste o meu alto refúgio, e proteção no dia da minha angústia. A ti, ó fortaleza minha, cantarei salmos; porque Deus é a minha defesa e o Deus da minha misericórdia."

Se o Todo-Poderoso é Deus, então por que não deveríamos cantar? Paulo e Silas cantaram em uma noite escura e dolorosa: "E, havendo-lhes dado muitos açoites, os lançaram na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança. O qual, tendo recebido tal ordem, os lançou no cárcere interior, e lhes segurou os pés no tronco. E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos.

 

Êxodo 15:2 proclama: "O Senhor é a minha força, e o meu cântico."

 

Provavelmente o cântico de Paulo e Silas não era nítido e bonito, pois, eles haviam sido açoitados muitas vezes e estavam presos em troncos. Estavam ensanguentados e quebrantados, mas no meio da noite duas vozes sombrias foram ouvidas cantando. Foi o cântico deles naquela noite de alegria pelas circunstâncias, ou foi um cântico sobre seu Deus? Certamente foi um cântico repleto de palavras do amor de Deus por eles, de Sua misericórdia e bondade em mantê-los vivos e de Seu poder que foi suficiente para libertá-los!

Jesus também cantou na noite mais escura de sua vida. Isto é mencionado em Mateus 26:30: "E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras."

 

Cantar esse hino no cenáculo não era apenas uma boa ideia; era exatamente o que o Pai queria que Jesus e seus discípulos fizessem. O Pai queria que eles cantassem na noite da traição. É também Sua vontade que todos nós cantemos enquanto passamos por provações grandes e pequenas.

 

Cantar torna a noite mais fácil de suportar

 

Quando cantamos, a mente é mantida ocupada. A pior batalha se ganha na mente. Em tempos sombrios, pensamentos que não são de Deus vêm à mente; mas o cântico pode trazer tudo de volta à sua perspectiva correta novamente. Na noite das provações, é melhor cantar do que pensar.

 

Cantar traz júbilo e alegria aos outros

 

Quantas vezes já ouvimos alguém cantar, e nosso coração se eleva e começa a cantar também? Mas é ainda mais comovente ouvir alguém cantar, quando sabemos que está passando por um momento escuro e difícil!

 

O cabo William Shurts, do 5º Regimento de Fuzileiros Navais dos EUA, foi um homem que aprendeu a cantar nos tempos sombrios da noite. Ele cantava frequentemente nas trincheiras da Coréia, o que trazia alegria aos soldados ao seu redor. Um dia, ele morreu em uma colina da Coréia.

Seus companheiros soldados disseram dele: "Ele trouxe Deus para a linha de batalha com seu cântico". Um soldado disse: "Com o cabo William por perto, a noite escura não era tão escura". Cantar traz alegria aos outros nos momentos escuros da noite!

 

Há pessoas no mundo que não precisam ouvir verdades; não precisam ser informadas de que a Bíblia é a Palavra de Deus. Elas precisam ouvir um cântico! O evangelho ganhou muito pouco terreno com discussões e argumentos. O cântico fornece provas externas da verdade. Cantar significará mais para o ouvinte quebrantado do que outros atos cristãos.

 

Romanos 15:9 mostra a importância de cantar entre aqueles que não conhecem a Deus: "E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, E cantarei ao teu nome."

 

Hoje é incomum ouvir alguém cantar uma doce melodia, especialmente no meio de tanta música rock, além do barulho ambiente e das más notícias do dia.

 

Cantar ensina e admoesta a outros

 

Colossenses 3:16, diz: "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais."

Image by Paul Steiner

Cantai para benefício próprio

 

Efésios 5:18-19, exorta-nos a isso: "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração."

 

Mesmo quando não temos vontade de cantar, é necessário fazer o que Davi fez por si mesmo porque seu coração estava fixo em Deus: "Preparado está o meu coração, ó Deus, preparado está o meu coração; cantarei..." Salmos 57:7.

 

Antes de Davi pedir ao Senhor que o libertasse da tribulação, ele declara que primeiro cantará. A Bíblia diz que as montanhas, os vales e as árvores cantam. Você não cantará?

 

Cantemos tanto de dia quanto à noite!